positivonegativo

"nós somos o sítio que nos faz falta."

"O que há em mim é sobretudo cansaço -
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço."


Álvaro de Campos

Quarta-feira, 28 de Setembro de 2011

eles andam à solta.

hoje sentei-me no chão a desenhar. éramos quatro pessoas, três a desenhar, uma modelo. talvez porque estávamos no meio do nada para onde ninguém vai, que ao mesmo tempo é o meio de tudo, as pessoas aperceberam-se de que os de artes andavam à solta. fujam todos, irmãos, os de artes andam à solta. na realidade, nada se passou assim. duas crianças aproximaram-se, curiosas como todas são, e dali a nada já não eram duas crianças mas sim vinte pessoas - ou se eram mais, não as conheço, do papel não ergui os olhos, mas senti-lhes a presença. teceram-se comentários e, todos temos de admitir, ter uma multidão a ver-nos a desenhar é um pouco constrangedor. contudo, deixemo-nos de pieguices, ouvir comentários do quão bonito está o nosso trabalho e ser rodeado de pessoas a admirar algo que provavelmente nem é das melhores coisas que fizémos nas nossas curtas existências é, indubitavelmente, o que nos faz acordar todos os dias, e se estamos cá pela arte, há-que acordar pela arte, e viver pela arte, e pensar pela arte, e comer sobre a arte, e ser artista para nós é bonito, mas o que uma pessoa quer é ser vista pelo mundo e para isso acordamos, para que nos vejam a porra da arte, sendo constrangedor ou não sendo constragedor, e diga-se de passagem, já estávamos a ficar atrasados para as aulas, mas eles não se foram embora.

 

narcissus (1597-1599)

caravaggio

narmy. às 18:29
| comentar | favoritos
16 :
De C. a 28 de Setembro de 2011 às 19:26
Quando escreves sobre arte parece tão perfeito que dá vontade de fazer parte. Fantasias malucas.
Beijinho e continua a paixão. =)


De http://just-last-the-year.blogspot.pt a 28 de Setembro de 2011 às 19:48
A minha grande vontade era ir para a cidade e sentar-me no chão a desenhar. Mas enfim.


De Fii a 28 de Setembro de 2011 às 20:21
"(...) ouvir comentários do quão bonito está o nosso trabalho e ser rodeado de pessoas a admirar algo que provavelmente nem é das melhores coisas que fizémos nas nossas curtas existências é, indubitavelmente, o que nos faz acordar todos os dias, (...)" Eu adorei o que escreveste. E acredito absolutamente.


De Lucky a 28 de Setembro de 2011 às 20:51
Gostei.
É tão bom vermos o nosso trabalho a ser apreciado.


De sara. a 28 de Setembro de 2011 às 21:01
Quero ver mais trabalhos teus.


De raquel a 28 de Setembro de 2011 às 21:07
Fico feliz por teres gostado da minha fotografia. É a minha forma de arte. Se carregares nela, serás encaminhada para o meu tumblr, que é o mesmo que dizer, para o meu depósito de fotografias. Tu, que és artista ou aspirante a artista, dá lá um saltinho, coscuvilha os meus olhares, dá a tua opinião se quiseres. Espero que goster, Narmy. Eu gostei muito deste teu post :) E acho bem que vivemos pela porra da Arte. Porque a Arte é boa, porra!


De Agnes ♥ a 28 de Setembro de 2011 às 21:26
vou adicionar-te no tumblr :)
o blogue como sempre é fantástico, digo-o porque no meu blogue antigo te 'seguia'.
beijinhos :) ♥


De Yohanan a 28 de Setembro de 2011 às 22:41
é, de facto sempre bom quando isso acontece z)


De dolcescrittora a 29 de Setembro de 2011 às 20:26
eu adorei este texto, principalmente a ultima grande frase, por isso favoritei. o reconhecimento dos artistas (e da própria arte) ainda não cresceu muito em portugal, parece-me, pois ainda há pessoas que não a valorizam ou simplesmente não têm acesso a ela. acho que devia-se apostar mais na cultura e na divulgação dessa cultura, para que chegue a todos, algo que muitas vezes pode ser impossível.
pois, eu não tenho grandes possibilidades de ir para Lisboa, e o meu sonho reside aqui na UC. é um curso muito bonito, sem dúvida, um sonho, mas tem esse defeito. Por isso também estou a inclinar-me para estudos artísticos porque sempre tenho a saída de jornalista cultural, enquanto história de arte, já não. (na verdade estou a tentar mentalizar-me que não vou para o curso de jornalismo porque aquilo é aborrecido como tudo) Talvez a veja num mestrado.


De ana gonçalves a 30 de Setembro de 2011 às 10:56
É bom saber que alguém reconheceu o vosso talento; na minha escola somos como que discriminados por estarmos em artes.


comentar