positivonegativo

"nós somos o sítio que nos faz falta."

"O que há em mim é sobretudo cansaço -
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço."


Álvaro de Campos

Domingo, 8 de Janeiro de 2012

sobrevivência.

quando me vi enveredar pelo caminho que tanto quis e cobicei, achei que era meu dever mudar o mundo e não desistir, e acolhi a meu lado companheiros que partilhassem comigo a mesma ambição e que carregassem as mesmas dores com que caminho ao peito, que se baseiam meramente na dores de estar cá, e de cá, este sítio, ser o mundo, igual em todos os cantos, não tivesse cantos o mundo, e o veríamos. agora, vejo-me debater com as inúmeras resoluções que me farão continuar a sobreviver, e é isto que me ocupa o espírito, sobreviver, já que viver, só para quem é tolo, e quem for tolo e tiver dinheiro terá o futuro garantido. deixamos de escolher a nossa vivência, e passamos a escolher a sobrevivência, porque não sobrevivendo, morre-se, e é este o caminho dos estúpidos humanos. sonhos idiotas ocupam-me a mente como se nada mais cá coubesse, mas se não forem os meus sonhos idiotas, que mais me há-de preencher a alma se não a merda que é o mundo. 

e eu por cá, como se nada fosse, após três anos do início da minha viagem me deparo com a obrigação de escolher entre dois caminhos, o da sobrevivência, o do mundo, ou o da morte, o dos sonhos idiotas, e fico aqui sem saber se devo descer o prédio pelas escadas, ou se me hei-de atirar à espera de conseguir voar. qual é o mais certo, pergunto, no fundo é tudo o mesmo, lá em baixo só espera a morte, morrendo ou sobrevivendo, não há muita diferença entre ambos.

narmy. às 20:47
| comentar | favoritos
3 :
De Violinista a 8 de Janeiro de 2012 às 21:08
Se ambos os caminhos forem dar ao mesmo, faz aquele que te der mais gozo a fazer. Sê um bocado egoísta. Pensa primeiro no que te incha o peito de contentamento. O resto resolve-se depois e a seu tempo.


De C. a 8 de Janeiro de 2012 às 21:49
Uma coisa não invalida a outra. Ou permanece uma adormecida até ao momento em que pode actuar ou então está sempre contigo mas num papel mais contido e mais pessoal.
Pensa nisso
Beijinho.


De meninapequenina. a 8 de Janeiro de 2012 às 22:13
percebo o que dizes.
também eu não sei se hei.de optar pela morte-pelos sonhos , ou pela sobrevivência.
Porém, ás vezes penso que depois da vida não há nada e que se não fazemos agora o que queremos nunca faremos.
(foi para os favoritos.)


comentar