positivonegativo

"nós somos o sítio que nos faz falta."

"O que há em mim é sobretudo cansaço -
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço."


Álvaro de Campos

Quinta-feira, 5 de Abril de 2012

blossom.

hoje foi o dia em que ao cair da tarde me encontrava sentada à mesa a trincar uma uva rosada como quem come sem vontade e olhei para a janela, como poderia ter olhado para a televisão, como poderia ter olhado para o lume a arder em abril, e o mundo pareceu-se aos meus olhos como que uma pintura de van gogh, e o céu era azul, muito azul, mas não da cor do céu em si, um azul tenebroso, um azul triste, um azul a morrer, e em contraste dançavam os ramos secos e vermelhos por recuperar do inverno passado e os ramos já florescidos com pétalas brancas que emergiam das ramagens, e pareceu-me tudo como que um orgasmo visual, uma explosão de sei lá eu o quê.

e foi aí que mais estranho o mundo ficou: na janela da minha frente, o mundo estava azul, e quando olho a janela do meu lado, o mundo está cor de rosa, mas que bruxaria, as janelas devem portais para o outro mundo, para outras pinturas, para expressões e traços diferentes, como pode o mundo ser azul na janela da frente e cor de rosa na janela do lado, como se a minha uva tivesse ido pintar as nuvens enquanto me distraí a olhar para a pintura da frente.

(quando fugir deste mundo, que seja pelas janelas...)

 

almond blossom (1890)

van gogh

narmy. às 20:12
| comentar | favoritos
6 :
De marlene cerm a 5 de Abril de 2012 às 21:24
Também vou fugir pelas janelas e, diga-se de passagem, que a uva foi atrevida, não perdeu uma oportunidade para tingir uma delas.


De Persephone Dashwood a 5 de Abril de 2012 às 21:44
Adorei o teu texto/reflexão sobre o assunto :) Está soberbo.


De C. a 6 de Abril de 2012 às 13:37
É linda a tua forma de ver o mundo
Beijinho


De summer wright a 6 de Abril de 2012 às 18:14
favoritos.


De meninapequenina. a 6 de Abril de 2012 às 18:16
magnifico.


De dolcescrittora a 14 de Abril de 2012 às 16:11
eu tenho de favoritar. é uma uva mágica, digamos. A natureza é por si uma obra de arte, a mãe delas talvez. e é inspiradora. eu gostei mesmo deste texto!


comentar