positivonegativo

"nós somos o sítio que nos faz falta."

"O que há em mim é sobretudo cansaço -
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço."


Álvaro de Campos

Sábado, 7 de Abril de 2012

das obsessões.

uma das coisas mais estranhas que acontecem comigo é estar sempre a desenhar, não no papel, mas na cabeça. isto é algo que não consigo identificar quando começou, mas sempre que olho para as coisas, contorno-as, e normalmente os meus dedos percorrem essas formas sem que ninguém se aperceba disso. quero dizer que os meus dedos nunca estão parados, embora as pessoas não reparem. percorro-lhes as fisionomias todas e desenho-as na mente, risco as suas caras e carrego-lhes na expressão. aquilo que desenho mais vezes na cara das pessoas são as sobrancelhas. estou sempre a desenhar as sobrancelhas, reparo nas de toda a gente sem excepção e delineio-as, mas nunca me sinto satisfeita, nunca as consigo desenhar na perfeição, o dedo desliza sempre a mais, e esta mania obsessiva de desenhar as coisas mesmo sem papel deixa-me nervosa, às vezes, porque tenho que as desenhar depressa quando estou em movimento ou a minha concentração é perturbada pelas pessoas que falam comigo. não desenho só pessoas, desenho tudo. desenho os vincos da roupa, o ramos das árvores, as marcas dos pneus, a textura da alcatifa, e também desenho tudo o que vejo escrito, a grafia das palavras, a espessura de algumas partes das letras em relação às outras. é estranho, não sei se é algo que acontece a todos, mas que não os preocupa minimamente, ou se só me acontece a mim e me persegue até em sonhos. não que  me importe, estas obsessões todas fazem-me ver melhor, devo ter uma vida tão desocupada e desinteressante que só me resta ver pormenores.

 

(tenho tantos comentários em atraso, peço desculpa.)

narmy. às 13:11
| comentar | favoritos
11 :
De Catherine a 7 de Abril de 2012 às 13:41
desenhar é a tua paixão :) é um talento muito bonito e que eu admiro muito. beijinho narmy


De G a 7 de Abril de 2012 às 13:59
gosto


De Raquel a 7 de Abril de 2012 às 14:10
hás-de conseguir narmy :)
quando tiver tempo venho cá ver o que perdi. voltei ontem à noite de santarém.


De Mariella a 7 de Abril de 2012 às 16:13
tens o dom, narmy. não o desperdices :)


De ana gonçalves a 7 de Abril de 2012 às 16:47
Acho que é algo que os artistas têm. Eu também costumo fazer isso que descreves. Talvez não tão afincadamente como tu, mas um pouco sim.


De marlene cerm a 7 de Abril de 2012 às 16:49
Estas obsessões farão de ti uma grande artista! Eu não me dá para desenhar, mas sim escrever. As pessoas estão a falar comigo e eu, por vezes, respondo sem saber ao certo o que respondi porque na cabeça estou a criar textos sobre isto e aquilo. :)


De Beatriiz a 8 de Abril de 2012 às 19:03
Obrigada.
Concordo plenamente contigo, não tiraria nada do que disseste, mas é a realidade na qual vivemos.


De Eva a 10 de Abril de 2012 às 23:43
A Primavera chegou e sinto-me como uma flor, uma flor que desbotou. Narmy, minha querida narmy, como senti a tua falta :) Muitos beijos,
Free Soul.


De funeraire. a 11 de Abril de 2012 às 21:23
Uma das minhas obsessões é observar o ser humano e tirar notas mentais.


De marlene cerm a 12 de Abril de 2012 às 15:26
nem mais, minha querida. :)


comentar