positivonegativo

"nós somos o sítio que nos faz falta."

"O que há em mim é sobretudo cansaço -
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço."


Álvaro de Campos

Sexta-feira, 4 de Maio de 2012

do bailarico.

sendo eu uma pessoa que pouco gosta do bailarico, tendo eu um talento especial para não saber dançar, e estando eu de bolsos vazios, decidi orgulhosamente que não iria ao baile de finalistas para não ter que levar com os azeites nos ouvidos nem com o vómito de ninguém. contudo, todos os dias os meus colegas quase me agridem pela minha decisão e dizem que eu tenho que ir, que é a despedida, que sem mim não é o  mesmo - quando andarem todos na marmelada uns com os outros, quero ver se eu faço ali alguma diferença - e outras desculpas que tais. todos os dias me sugerem gente nova para levar comigo, tentam arranjar-me mil pares, mas eis que a minha pessoa não está interessada em muita gente e muita gente não está interessada na minha pessoa.

contudo, como que subitamente num raio de luz e esperança, uma das minhas amigas sugeriu alguém - a minha obcessão de 8º ano, ou pelo menos uma delas, que aos treze anos, eu tinha nas paixões momentâneas três pessoas - todos da área de artes, todos do 12º ano, todos incrivelmente perto de se irem embora sem que eu os pudesse ver mais alguma vez na vida. e de facto, nunca mais vi, mas também nunca lhes esqueci as feições.

ora, a obcessão que me foi sugerida era um lindo rapaz, alto, com o cabelo comprido, um nariz ligeiramente empinado. todos os meus amigos o achavam feio, enquanto eu me babava com a sua figura. hoje, tem o cabelo mais curto, pelo maxilar - ou pelo menos mo descreveram assim - continua alto - estranho seria se estivesse baixo - está no terceiro ano da faculdade e é um quase arquitecto que, disse a minha amiga, deve ter um certo interesse em literatura e toca vários instrumentos musicais.

disseram-me que ele vai estar presente numa festa de anos para a qual me convidaram. e disseram que nos vamos conhecer. e dizem que se ele aceitar, eu terei obrigatoriamente de ir ao baile de finalistas com ele. eu cá acho que nenhum quase arquitecto sério poderá ter algum interesse em ir ao baile de finalistas com uma rapariga desengonçada de dezassete anos, mas bem, depois de quatro anos sem o ver, pelo menos vou voltar a ter o vislumbre da sua face na festa de anos, pelo menos vou cumprimentá-lo, dois beijinhos e a minha existência fica mais completa. com ele, até os azeites do baile de finalistas eu sou capaz de aguentar. só espero que dance tão mal como eu.

narmy. às 20:06
| comentar | favoritos
5 :
De Mariella a 5 de Maio de 2012 às 12:26
boa sorte, narmy :)


De Autumn a 5 de Maio de 2012 às 12:51
espero que corra tudo bem


De fugiu a 5 de Maio de 2012 às 13:44
Huhu, boa sorte com isso :)


De C. a 5 de Maio de 2012 às 15:23
Vais ficar arrependida se não fores, eu fui sem par e não oi por aí que deixei de ir.


De dolcescrittora a 12 de Maio de 2012 às 15:56
que bonito reencontro.
e também não vou.


comentar