positivonegativo

"nós somos o sítio que nos faz falta."

"O que há em mim é sobretudo cansaço -
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço."


Álvaro de Campos

Quarta-feira, 17 de Novembro de 2010

comentário.

"desenhar mexe com alma de uma forma que os artistas não podem explicar e os outros não conseguem entender. "

Summer Wright

 

este foi - e desculpem, leitores - provavelmente o comentário mais bonito que já me fizeram, de tão verdadeiro que é. ando aqui eu, com palavras e palavras sem sentido, a tentar descrever algo com nexo, e para quê, se ela chega aqui e diz isto? mas é o que sei fazer, não escrevo coisas geniais em poucas palavras, escrevo antes em muitas aquilo que nunca será sublime, mas é o melhor que faço.

é verdade, os outros não entendem como é que desenhar mexe com a alma de alguém. mas mexe, quando temos liberdade para fazer aquilo que queremos, mexe. quando temos que desenhar o que vemos, mexe. quando temos dez minutos para desenhar algo, mexe. quando temos 3 minutos para desenhar alguém, mexe. quando temos 30 segundos para apanhar o movimento de um corpo, mexe. durante trinta segundos, três minutos, dez, uma hora, dois anos, a vida inteira, mexe sempre, sempre, sempre.

não é a adrenalina que se sente ao poder ser apanhado por fazer uma asneira, nem a adrenalina que se sente quando estamos a fazer algo que nos pode conduzir à morte. é, sim, a pressão e a adrenalina de pôr o nosso espírito num papel, desenhar a nossa própria alma na cara de outra pessoa, ou na flor do nosso jardim. no vaso da nossa casa e na paisagem da natureza. é como assinar algo sem letras, autografar sem escrever, e não autografar para os outros, mas para nós mesmos. que mais? eu não sei explicar. nem alguns de vocês entender.

narmy. às 18:57
| comentar | favoritos
9 :
De J. a 17 de Novembro de 2010 às 19:28
desculpa. mas vou favoritar ^-^
o que a sum disse está perfeito
e o que tu escreveste, god, está fantástico =)


De seekingbeautyindissonance.blogspot.com a 17 de Novembro de 2010 às 19:31
Eu não sabia que desenhavas. Gostava de puder desenhos teus, um dia destes.
:)
Compreendo como te sentes, eu sinto o mesmo quando toco guitarra, quando componho uma música e faço a letra.


De mudou a 17 de Novembro de 2010 às 19:54
sim, é verdade.


De sara. a 17 de Novembro de 2010 às 19:58
não podia concordar mais com essa frase (:


De summer wright a 17 de Novembro de 2010 às 20:17
olha muito obrigada, parece que hoje a internet me aparece como algo muito agradável. realmente foi algo muito espontâneo que me saiu no momento, mas é verdade. nunca conseguirei chorar tanto como choro em cada tela, em cada folha de rascunho. nunca os meus gritos serão tão altos como em cada pincelada. nunca os meus sorrisos serão tão sentidos como em cada retrato.


De C. a 17 de Novembro de 2010 às 21:17
Eu não posso dizer que te entendo, mas qualquer coisa que seja feita com vontade e coração tem esse efeito em nós.
lindo o texto beijinho.


De Leonor a 17 de Novembro de 2010 às 22:07
Fico feliz por ser um dos, talvez poucos, que entende :)


De naná a 18 de Novembro de 2010 às 13:19
adoro como expressas essa paixão, é tão bonita de se ver.

continua com o teu sonho :)


De Miki Koishikawa a 18 de Novembro de 2010 às 18:00
Mudaste o blog, que lindo! :)

Gostava de saber desenhar também :P mas sou tão péssima que só sei fazer bonequinhos de traços x)


comentar